25/03/2020 - Após tomar conhecimento de que a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) não estaria cumprindo com o calendário de fornecimento de água à população de Barreiros, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou, em caráter de urgência, que a Compesa cumpra integralmente o calendário de abastecimento na cidade. A situação estaria ocorrendo mesmo diante da pandemia do novo Coronavírus e da necessidade de medidas de prevenção à propagação do vírus, que tem alto índice de transmissibilidade.

Segundo a recomendação, a Companhia de Saneamento deverá regularizar, no prazo de 24h, o fornecimento de água nos bairros da Massa Falida, Loteamento Colinas, Dourada, Lotes da Rua E, Vila Baeté, Rua Luiz do Rêgo, Centro e demais localidades que não estavam sendo abastecidas. Já para os locais desassistidos de água por problemas técnicos ou operacionais deverão ser fornecidos carros pipas.

Além disso, a Compesa deverá comunicar à população de Barreiros por todos os meios de comunicação, inclusive por rádios e blogs, os motivos da ausência de fornecimento de água, bem como o prazo para regularização. 

Por fim, o MPPE requisitou que, em até 48h, a companhia informe: os motivos pelos quais os bairros estão sem fornecimento de água por mais de 10 dias; quais medidas serão adotadas para cumprir integralmente os calendários criados pela própria Compesa; e para cumprimento integral da recomendação, a fim de possibilitar a higiene pessoal, residencial e comercial da população de Barreiros, com a finalidade de dificultar a disseminação do Coronavírus.

Imagema acessível: retângulo com fundo azul com mapa mundi como marca d'água tem sobrepostos no lado direito a ilustração de uma torneira aberta e no lado esquerdo os dizeres MPPe recomenda que Compesa cumpra calendário de abastecimento na cidade. Acima, tarja vermelha com Barreiros. Acima, logomarca do MPPE criada para os assuntos de Coronavírus