1º//04/2020 - Para garantir os hábitos de higiene pessoal e dos lares da população de Limoeiro, tão necessários durante a época da pandemia do Coronavírus (Covid-19), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou em caráter de urgência à Compesa que cumpra integralmente o calendário de fornecimento de água no município, além da obrigação de regularizar, no prazo de 24 horas, o abastecimento, especialmente nos bairros e demais localidades onde os moradores se encontram prejudicados com a ausência de água.

Ainda é obrigação da Compesa enviar carros pipas a bairros, ruas e localidades que estejam desassistidas por problemas técnicos ou operacionais. A empresa precisa ainda informar ao MPPE, em 48 horas, através de e-mail, os motivos pelos quais esses bairros encontram-se sem fornecimento de água por mais de 20 dias.

“São recorrentes as reclamações em face da Compesa de Limoeiro, já que há falta de informações e mau atendimento no posto local da cidade”, explicou o promotor de Justiça Paulo Diego Sales Brito. Segundo ele, a empresa tem que descrever quais medidas serão adotadas para cumprimento integral da recomendação, “a fim de possibilitar a higiene pessoal, residencial e comercial da população de Limoeiro, com a finalidade de dificultar a disseminação do Coronavírus”.

Imagem acessível: retângulo com fundo azul de um fotografia sobrevoada de água tem sobrepostos os dizeres Fornecimento de água deve ser regularizado. Acima, tarja vermelha com Limoeiro. Acima, logomarca criada pelo MPPE para o tema Coronavírus