Ministério Público de Pernambuco
Ministério Público de Pernambuco
 

Destaques do MPPE

18/04/2017 - Novo modelo de bilhetagem no transporte público, demissões e relocações dos trabalhadores que exercem a função de cobrador de ônibus foram os assuntos discutidos em reunião promovida pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) na tarde dessa segunda-feira (17). A audiência contou com a presença do presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana-PE), do secretário Estadual das Cidades Francisco Papaléo e de representantes do Grande Recife Consórcio de Transporte (GRCT).

Os presentes discutiram as queixas de usuários quanto à adoção exclusiva do cartão VEM em algumas linhas de ônibus e as alegações da falta de informações sobre a mudança do serviço. Segundo o promotor de Justiça de Transportes, Humberto Graça, “o problema não é o modelo, é a implantação, existem falhas nos procedimentos de migração do modelo”.

O promotor de Justiça afirmou ainda que o objetivo da reunião “é obter os esclarecimentos para propor ajustes e, se necessário, judicializar essa questão, sempre com a visão de um sistema de transporte público que seja eficiente e sustentável do ponto de vista financeiro, aliado ao conforto do usuário”.

De acordo com Humberto Graça, os representantes da Urbana-PE, Secretaria das Cidades e GRCT se comprometeram a sanar os problemas apontados pela população até o dia 22 de maio, quando será realizada uma nova reunião para avaliar os resultados das mudanças sugeridas pelos empresários.

Dentre essas mudanças estão a expansão da rede de vendas de créditos do VEM, a fim de atingir 6 mil pontos em toda a Região Metropolitana do Recife; a difusão de informações sobre os endereços dos locais que fazem a recarga dos bilhetes eletrônicos; e a proibição da venda do cartão atrelado a um certo valor, que configura, no entendimento do promotor de Justiça, venda casada. Essa última deliberação permitiria, inclusive, a venda dos cartões VEM com passagens unitárias.

Após a reunião, o presidente da Urbana-PE, Fernando Bandeira, apresentou propostas que serão adotadas pelas empresas para melhorar o serviço. “Vamos verificar a melhoria da rede de vendas, verificar a necessidade de veicular uma campanha esclarecedora e trabalhar para que tudo seja resolvido e que os benefícios sejam garantidos para todos”.

Já o secretário das Cidades, Francisco Papaléo, ressaltou a questão das demissões de cobradores de ônibus. De acordo com o secretário, a Urbana-PE está ciente das intenções do Governo do Estado, que determinou a não demissão dos cobradores, que devem ser reaproveitados em outras funções.

Opinião da população – Um fiscal que atua na estação Treze de Maio do BRT manifestou que “as máquinas de carregar os cartões encontram-se sempre quebradas, dificultando o acesso dos usuários. Se for pra tirar os cobradores deveriam melhorar o sistema”, afirmou o trabalhador, que não quis se identificar.

Já a estudante Camila Cristina disse que o novo modelo de bilhetagem eletrônica “tem dois pontos, o negativo é a demissão dos cobradores, e o positivo, pelo menos para os empresários, é que eles acham que vão diminuir os assaltos".

Destaques Notícias


Veja todas as Notícias
Consulta de Licitações
publicidade consulta licitação
Consulta de Licitações
Consulta Processual
publicidade consulta processual
Consulta Processual
Publicidade Ouvidoria2
Publicidade Ouvidoria2
Publicidade Transparência SIC
Publicidade Transparência SIC
Ministério Público de Pernambuco
Ministério Público de Pernambuco