Ministério Público de Pernambuco
Ministério Público de Pernambuco
 

Destaques do MPPE

19/06/2017 - Além das delícias típicas das festas juninas, como canjica, pamonha, munguzá, pé de moleque e milho assado, os cidadãos devem incluir no cardápio o cuidado e a atenção redobrados, para evitar terem seus direitos lesados e a sua saúde prejudicada. Esse recado foi repassado na manhã dessa segunda-feira (19) pelos órgãos que integram a Rede Consumidor PE em uma ação voltada para conscientizar e orientar os passageiros do metrô nas estações Recife e Prazeres, além da estação Cabo do VLT.

Durante toda a manhã, integrantes do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Procon Pernambuco, Vigilâncias Sanitárias Municipais, Adagro, Adecon, Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) distribuíram panfletos, conversaram com o público e tiraram dúvidas dos consumidores.

“Essa é uma ação articulada da Rede com foco no São João. Nosso objetivo é alertar os consumidores para que fiquem atentos, nesse período junino, às condições dos alimentos que eles estão comprando. Essas dicas vão desde coisas simples, como a data de vencimento ou a forma como os vendedores estão manuseando os alimentos, até os cuidados com a higienização e conservação dos alimentes que exigem refrigeração, por exemplo”, destacou a coordenadora do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Consumidor do MPPE, promotora de Justiça Liliane Rocha.

As orientações foram reforçadas pela equipe da Vigilância Sanitária do Recife, que está atuando nas festividades que ocorrem desde o início do mês na cidade. Segundo a gerente de Alimentos do órgão, Cristiane Gomes, esse trabalho busca verificar se as barracas e demais estabelecimentos que vendem comidas juninas estão cumprindo as normas de armazenamento e produção de alimentos. “O cidadão precisa estar atento e, no caso de identificar alguma irregularidade, poderá entrar em contato com o poder público”, afirmou.

Com a presença de todos os órgãos que atuam na defesa do consumidor, os passageiros do metrô aproveitaram para tirar dúvidas. Foi o caso de Moisés de Andrade, que comprou um computador em uma loja há três semanas e ainda não recebeu a nota fiscal, apesar da promessa de que o documento seria enviado por e-mail. “Conversei com o pessoal do Procon e me orientaram, agora vou atrás do meu direito. E achei extraordinário ter esse atendimento aqui, na saída do metrô. Fica difícil da gente sair do trabalho pra ser atendido, poder fazer isso no meu caminho ajuda bastante”, relatou.

Confira como foi a ação no vídeo da WebTV MPPE:

 

Imagem acessível: integrantes da Rede Consumidor PE sentados à mesa atendem dois passageiros. A passageira em primeiro plano está sentada, enquanto o passageiro mais distante está em pé

Imagem acessível: integrante da Rede Consumidor PE entrega panfleto a uma passageira. Ao fundo, outros passageiros se dirigem à saída da estação

Imagem: passageiro com mochila nas costas olha panfleto distribuído por uma integrante da Rede Consumidor PE. Ao fundo, vários passageiros caminham para a saída da estação

Imagem acessível: os integrantes da Rede Consumidor PE e passageiros conversam, sentados em cadeiras plásticas. Ao fundo, é possível ver banners com campanhas de Defesa do Consumidor

Imagem acessível: passageiro com mochila nas costas folheia cartilha do MPPE enquanto olha para integrante da Rede Consumidor PE. Ao fundo, mesa com materiais impressos

Imagem acessível: em primeiro plano, integrante da Rede Consumidor PE escreve em um papel enquanto conversa com passageira. Ao fundo, outro integrante da Rede conversa com passageiro

 

Destaques Notícias


Veja todas as Notícias
Consulta de Licitações
publicidade consulta licitação
Consulta de Licitações
Consulta Processual
publicidade consulta processual
Consulta Processual
Publicidade Ouvidoria2
Publicidade Ouvidoria2
Publicidade Transparência SIC
Publicidade Transparência SIC
Ministério Público de Pernambuco
Ministério Público de Pernambuco