Objetivo: Introduzir a capacitação em Justiça Restaurativa (práticas restaurativas), na busca por prevenção, manejo e transformação dos conflitos. Foco nos profissionais de justiça e processos de autocomposição em geral.

Modalidade: presencial.

Data: 2 e 3 de dezembro de 2019.

Horário:

Dia 02/12 - das 09 às 13h e das 14 às 18h;

Dia 03/12 - das 09 às 13h.

Local: Auditório da Sede das Promotorias de Justiça da Circunscrição de Caruaru (Av. José Florêncio Filho, s/n, Bairro Maurício de Nassau, Caruaru/PE).

Carga Horária: 12h

Vagas: 30 vagas

Público alvo: membros e servidores do MPPE, com prioridade para os que atuam na Circunscrição de Caruaru.

Conteúdo Programático:

1 - (Formato Circular) Verificação da Intenção/Motivação fundante dos participantes e do Campo Restaurativo iniciado. 1.1- Aula reflexiva-dialogal. Conceitos – Paradigma restaurativo. Punição, vingança e procedimentos separativos. Acordo originário. Justiça-equilibrio, Campo, Recomposição do tecido relacional, Dar e receber, Justiça original. 1.2 - Etiologia e funções dos Conflitos (existenciais, crescimento, necessidades, emoções, autodefesa e defesa do grupo).

2 – Método Dialógico e empático. Perguntas Restaurativas e circulares. CNV como base da Escuta qualificada e intervenção adequada.

3- Introdução aos Elementos dos Círculos de Construção de Paz e similares. 3.1 - Papel e preparação do Facilitador.

4 - Estudos de Caso. Fórum de fechamento.

Metodologia Adotada

Aula reflexiva-interrogativa e circular. Análise de casos. Trabalho em duplas.

Bibliografia Básica

 PELIZZOLI, Marcelo L. Justiça Restaurativa – caminhos de pacificação social. Caxias do Sul/Recife: Ed. da UCS / UFPE, 2016.

 _________. “Escuta Transformadora, CNV e práticas restaurativas”. Cartilha. Recife: EDR-UFPE/FUNASE, 2017. www.ufpe.br/edr

 __________. “Círculos de Diálogo: Base restaurativa para a Justiça e os Direitos Humanos”. In: Direitos humanos e políticas públicas. Silva, Eduardo F., Gediel, José A. P., Trauczynski, Silvia C. Curitiba: Universidade Positivo, 2014. 432 p.

 ________. Visão sistêmica como base dos processos circulares e da restauração. In: DAMIANI, S.; HENSEL, C. Cultura de Paz – processo em construção. EDUCS: Caxias do Sul, 2017.

 PELIZZOLI, Marcelo L. e Sayão, S. (orgs.) Diálogo, mediação e justiça restaurativa. Recife: Ed. da UFPE, 2012. (em PDF)

 PRANIS, K. & BOYES-WATSON, C. No coração da esperança. Guia de práticas restaurativas. Porto Alegre: TJRS/AJURIS, 2011. (ver em pdf)

 PRANIS, Kay. Processos circulares. SP: Palas Athena, 2012.

 PRANIS, Kay. Guia do facilitador. Porto Alegre: TJRS/AJURIS, 2011.

 ROSENBERG, M. Comunicação não violenta. SP: Àgora, 2006.

 ZEHR, Howard. Trocando as lentes – novo foco sobre crime e justiça. São Paulo: Palas Athena, 2008.

 _________. Justiça Restaurativa. SP: Palas Athena, 2012.

 Conselho Nacional de Justiça. Resolução 225 sobre Justiça Restaurativa. 2016.

Instrutor:

PhD. Marcelo L. Pelizzoli: Doutor em Filosofia (2000) e Pós-Doutor em Bioética (2010); Formado em Círculos Restaurativos com Kay Pranis (2012); Formado em CNV com o criador Marshall Rosenberg (2005); Formado em Terapia Sistêmica Fenomenológica (Hellinger Lanshut) (2008-2009); Formado em Terapia Corporal - Open Orgonomy (2009-2013); Formado em Terapia dos Sistemas Familiares Internos (2015); Criador e Coordenador do Espaço de Diálogo e Restauração (www.ufpe.br/edr) (2014 e segue), espaço inédito de Justiça Restaurativa em ambiente universitário brasileiro; Autor de 16 obras; Professor do Mestrado em Saúde Coletiva com foco em práticas integrativas em saúde; Professor do Mestrado em Direitos Humanos (PPGDH-UFPE); Rede de Justiça de Justiça Restaurativa em Pernambuco; Trabalho de extensão no presídio Anibal Bruno (2015-2017), com uso de Círculos Restaurativo, Constelação Familiar, Psicologia do Self, e Processos meditativos.Formador, palestrante e assessorias.

Certificado: conferido ao participante que obtiver, no mínimo, 75% de frequência no curso.

Inscrições: de 06 até o dia 25 de novembro de 2019, por meio de formulário online disponibilizado pelo site www.doity.com.br ou pelo link:  https://bit.ly/2NwhNxo

Realização: Procuradoria Geral de Justiça de Pernambuco

Coordenação: Escola Superior do MPPE e NUPIA.

Informações: telefones (81) 31827348 / 31827351 / 31827379, das 12h às 18h, de segunda a sexta-feira.