Ministério Público de Pernambuco
Ministério Público de Pernambuco
 

Destaques do MPPE

Cima

Migração e Refúgio

PROJETO PROMIGRAR

PROJETO SOBRE OS DIREITOS DAS POPULAÇÕES EM SITUAÇÃO DE MIGRAÇÃO INTERNACIONAL E REFÚGIO

 

Objetivo estratégico: induzir a criação, a implementação e o aperfeiçoamento das políticas públicas do exercício da cidadania das pessoas em situação de migração internacional e refúgio.

Nome do Membro Responsável: Dr. Marco Aurélio Farias da Silva, Coordenador do Centro de Apoio às Promotorias de Justiça de Defesa da Cidadania do Ministério Público de Pernambuco (CAOP-Cidadania).

E-mail do Membro Responsável: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Data Inicial: janeiro de 2013 (atualizado em função da Lei nº 13445/17).

Órgãos Envolvidos: CAOP-Cidadania e Promotorias de Justiça de Defesa da Cidadania no âmbito estadual.

Público Alvo: Membros e servidores do Ministério Público, representantes e servidores das Secretarias Estaduais e Municipais de Assistência Social e de Direitos Humanos, Conselhos de fiscalizações profissionais, Instituições de Ensino Superior, Organizações Nacionais e Internacionais que desenvolvam trabalhos na promoção e defesa da cidadania de pessoas na situação de migrante internacional ou refugiado, Consulados Gerais e Honorários.

Ementa: Criar, dentro do Ministério Público de Pernambuco, mais especificamente no CAOP-Cidadania, um espaço de desenvolvimento de articulações sociais e institucionais, estudos, pesquisas, debates e produção científica em conjunto com órgãos e instituições governamentais e entidades privadas para auxiliar os Membros e Servidores a conhecer melhor os problemas enfrentados pelas pessoas em situação de migração internacional, não apenas econômica, mas também acadêmica, familiar, inclusive as situações de refúgio, bem como induzir outras instituições a produzirem um espaço de trabalho e discussão dessa mesma natureza, para alcançar o objetivo estratégico.

Justificativa: Este projeto nasceu de uma experiência profissional com pessoas estrangeiras no Estado de Pernambuco a partir do ano de 2011, que identificou algumas das dificuldades para essas pessoas desenvolverem uma atividade econômica lícita no Brasil, geralmente o exercício de um pequeno comércio ou de uma profissão regulamentada, o ingresso em instituições de ensino superior, a abertura de conta bancária para facilitar a remessa de recursos para o lugar de origem, dentre outras. Em 2013, as entidades públicas e privadas se reuniram e, em 2014, realizaram Conferências Municipais e Estaduais de Migração e Refúgio, bem como a Primeira Conferência Nacional de Migração e Refúgio (1ª COMIGRAR), uma experiência sem igual, quando brasileiros e estrangeiros conversaram abertamente sobre a importância do tema e firmaram compromissos de mudanças institucionais. Segundo a Agência da Organização das Nações Unidas para Refugiado (ACNUR, 2018) participaram 556 delegados de 30 nacionalidades e 21 estados brasileiros. Com o advento da Lei 13.445, de 24 de maio de 2017, deferindo ao Poder Executivo a atribuição de criar a Política Nacional de Migração, Refúgio e Apatridia (BRASIL, 2017), passou-se e coletar informações para futuros projetos de interlocução nacional nessa área do direito. No ano de 2018, pessoas na condição de solicitantes de refúgio passaram a ingressar em Pernambuco, além de um aumento significativo de demandas de migrantes econômicos por serviços públicos fiscalizados pelo Ministério Público. Assim, o projeto busca a devida identificação e delimitação dos problemas que permeiam o exercício da cidadania por parte dos migrantes internacionais e, com esses elementos, construir as propostas necessárias para o exercício de cidadania das pessoas em situação de migração internacional e refúgio.

Descrição do trabalho: Realizar levantamento continuado no Sistema Nacional de Cadastro e Registro de Estrangeiros (SINCRE), com o objetivo de identificar o fluxo de migrantes internacionais para o Estado de Pernambuco; consolidar esses dados na Secretaria do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa da Cidadania (CAOP-Cidadania), com a designação de um servidor para gerir as informações; realizar análises estatísticas nos dados coletados, com o objetivo de identificar o perfil socioeconômico desses grupos sociais, com a finalidade de preparar notas técnicas dirigidas aos Membros e Servidores do Ministério Público; compartilhar tais informações com as instituições públicas e privadas para problematizar as situações, visando a construção de encaminhamentos que possam auxiliar os grupos de migrantes ao exercício da cidadania; acompanhar a implementação da Política Nacional, comparando com as normativas internacionais, especialmente o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e do Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular; desenvolver material de promoção de direitos a partir da edição da Nova Lei de Migração do Brasil (BRASIL, 2017); acompanhar como as políticas públicas, especialmente a de assistência social, contribuem para a concretização do exercício da cidadania dos migrantes internacionais em Pernambuco; realizar estudos e pesquisas sobre a migração internacional, sob a perspectiva intersetorial, cujos resultados possam alimentar a elaboração de notas técnicas e manifestações ministeriais; realizar oficinas, seminários, palestras sobre a temática em conjunto com outras instituições públicas e entidades privadas; e, divulgar, no âmbito do Ministério Público, iniciativas, trabalhos, congressos, seminários, promovidos por outras instituições.

 

Fatores Internos

Pontos Fortes: A Necessidade de desenvolver o conhecimento do fenômeno das migrações internacionais e os seus principais fatores para a atuação em defesa da cidadania em várias áreas do direito.

Pontos Fracos: As rotinas de atuação dos órgãos do Ministério Público, em medida significativa, ainda estão distantes das normas e do(a)s órgãos/agências internacionais.

 

Fatores Externos

Oportunidades: Interagir com as ações da União, do Estado, dos Municípios e das entidades da sociedade civil em defesa da cidadania das pessoas em situação de migração internacional e refúgio.

Ameaças: Aumento da demanda por serviços públicos para atender às pessoas em situação de migração internacional e refúgio, bem como a falta de experiência com a matéria por parte da Administração Pública brasileira.

 

Parceiros internos

CAOP Infância e Juventude

CAOP Educação

CAOP Saúde

 

Parceiros Externos: Gestores e Conselheiros de Direitos Humanos, Assistência Social do Estado de Pernambuco e Municípios, Organizações Nacionais e Internacionais que desenvolvam trabalhos em favor da cidadania, Consulados Gerais e Honorários, entidades da sociedade civil que atuem na promoção dos direitos das pessoas em situação de migração ou refúgio.

 

Antecedentes históricos

2017 - I Seminário sobre a Nova Lei de Migração (20 de outubro de 2017), com a participação do Corregedor-geral do MPPE, Dr. Paulo Lapenda; do Chefe de gabinete do MPPE, Dr. Paulo Augusto Oliveira; da Secretária-executiva estadual de Assistência Social, Dra. Socorro Araújo, e dos oficiais consulares de países como Alemanha, Argentina, China, Estados Unidos, Itália, Portugal e Venezuela;_____ - Publicada a Lei Federal n° 13.445, de 24 de maio de 2017 (Nova Lei de Migração)

2016 – Curso de enfrentamento ao tráfico internacional de pessoas. Academia Internacional para Cumprimento da Lei. El Salvador. Jul. 2016.

2014 - Realização da I Conferência Estadual de Migrações e Refúgios de Pernambuco (Recife - 31 de março de 2014);

_____ - Realização da etapa nacional da 1ª COMIGRAR (São Paulo - 30 de maio a 1º de junho de 2014);

2013 - Preparação para a 1ª Conferência de Migração e Refúgio (COMIGRAR) com o Conselho Estadual de Direitos Humanos

 

 

 
 
Powered by Phoca Download
Diário Oficial
Diário Oficial
Diário Oficial
Consulta de Licitações
publicidade consulta licitação
Consulta de Licitações
Consulta Processual
publicidade consulta processual
Consulta Processual
Publicidade Ouvidoria2
Publicidade Ouvidoria2
Publicidade Transparência SIC
Publicidade Transparência SIC
Portal SEI!
Portal SEI!
Ministério Público de Pernambuco
Ministério Público de Pernambuco